6 dicas de motivação nas organizações

Para contribuir com o trabalho dos gestores nas empresas, vamos dar 6 dicas incríveis que vão fazer toda a diferença na motivação nas organizações. Acompanhe:

Dica #1: Valorize os colaboradores

Alguém da sua equipe realizou um ótimo trabalho? Reconheça-o por isso! Um elogio é algo simples e gratuito, mas que pode fazer toda a diferença para o funcionário.

Reconhecer, valorizar e orientar os funcionários são características de um líder que realmente se importa com sua equipe e que sabe deixar a motivação na organização fluir naturalmente. Reconheça as vitórias, participe das realizações, valorize os atributos de cada um, conheça os pontos fortes e fracos de cada membro da equipe.

Dica #2: Metas desafiadoras – não irreais!

As metas são importantes para que a empresa alcance os resultados planejados, mas também são essenciais para manter as equipes motivadas. Por esse motivo, esqueça as metas irreais – aquelas que todos sabem que são impossíveis.

Desenhe metas reais, possíveis mas desafiadoras, que sirvam como combustível para o crescimento profissional de cada funcionário. Quando forem alcançadas, os colaboradores devem ser devidamente gratificados!

Dica #3: Aprenda a dar feedbacks

Os feedbacks são essenciais em todas as circunstâncias: sejam eles positivos ou negativos. Essa é uma forma simples e rápida de dizer ao funcionário se o trabalho está sendo bem feito e se há algo a ser melhorado.

Atenção: o feedback deve ser construtivo! Evite críticas infundadas e que não tenham relação direta com o desempenho do colaborador no trabalho. Mostre o que você espera que seja diferente e como ele pode fazer isso. Não se esqueça de usar exemplos reais de situações que já aconteceram para que ele compreenda a mensagem que você quer passar!

Dica #4: Crie um clima organizacional agradável

Passamos diversas horas do dia no trabalho, não é mesmo? Nada melhor do que passar esse tempo em um ambiente agradável no qual as relações interpessoais são positivas.

O líder deve ser capaz de fazer com que os funcionários se sintam confortáveis no local onde trabalham. Isso não significa apenas manter um bom relacionamento entre os colaboradores, mas também envolve a estrutura física: equipamentos em bom estado e funcionando perfeitamente, um café à disposição e uma boa iluminação fazem toda a diferença.

Dica #5: Empodere seus funcionários

É muito importante que os colaboradores saibam que o trabalho deles é importante e que eles contribuem para o crescimento da empresa. No momento em que eles percebem que trabalham para uma causa maior, as tarefas diárias fazem muito mais sentido e passam a ser desenvolvidas com mais prazer.

Dê mais liberdade à sua equipe: permita sugestões, novas ideias, discussões de metas e projetos em conjunto, delegue atividades. Além disso, confie no seu funcionário. Se ele tem experiência e conhecimento, ele certamente saberá desenvolver um excelente trabalho sem a sua supervisão constante.

Dica #6: Invista em capacitações

Os cursos e treinamentos são importantes para que os funcionários desenvolvam um trabalho qualificado e de acordo com as tendências do mercado. Mas, não é só isso: quando o colaborador enxerga que a empresa está investindo nele, ele se sente muito mais motivado a dar o melhor de si para mostrar que ele reconhece a importância desse investimento.

Aqui novamente temos um ponto de atenção: não basta investir em treinamentos e capacitações para que a concorrência os aproveite depois! Não é difícil formar talentos, mas sim retê-los. Por esse motivo, essa estratégia sempre deve ser acompanhada das demais, pois quando o funcionário está motivado para o trabalho, ele não vai querer sair da empresa.

Manter uma equipe motivada é mais simples e barato do que você imaginava, não é mesmo? Por mais que a maioria das dicas não exijam investimento monetário, elas requerem que o líder se dedique, abra mão de tempo e energia para motivar as equipes.

Ter capacidade para motivar as equipes e conhecer suas necessidades é uma qualidade essencial de qualquer líder. Por isso, não basta que o gestor saiba administrar um orçamento e atingir as metas: deve saber liderar.